Grandes Esperanças - Charles Dickens

14:02


Pip é um menino com Grandes Esperanças. Sonhador, cheio de perspectivas e anseios por uma vida melhor. Um menino humilde, órfão, vivendo em uma pequena vila longe de tudo e perto apenas dos fatos que o impedem de ser um grande homem. Um dia, inesperadamente, ele recebe de herança uma grande fortuna e seu destino muda. Começam aí as aventuras de um jovem que vai aprender a conviver com tudo de bom e ruim que a prosperidade pode trazer.

No começo do século XIX, no interior da Inglaterra, há uma pobre vila onde moradores simples residem nela. Ali há uma ferraria de um homem chamado Joseph, ou apenas Joe, onde o som dos martelos ecoa todos os dias. Ele é casado com uma mulher muito carrancuda, a Sra. Gargery, e os dois criam o irmão caçula dela, o pequeno Pip. Pip fora criado com a mão (uma expressão usada para dizer que ele foi alimentado sem amamentação), como muitas vezes sua irmã faz questão de lembrar, porém com uma mão de ferro também. A mulher de um mau humor irreparável vive a bater em seu irmão menor pelos motivos mais ínfimos – ou mesmo até sem nenhum – e nem seu marido Joe escapa dos seus acessos de fúria. Joe, por outro lado, é um homem calado, obediente, ingênuo, e o único amigo de Pip. Os dois sofrem juntos as mazelas da vida e as agressões da Sra. Gargery.

Já adolescente, Pip certo dia é convocado para prestar serviços a uma tal de Sra. Havisham. Um trabalho simples, onde ele precisa apenas jogar cartas com sua filha adotiva Estela e assim servir de entretenimento a uma mulher que vive reclusa em sua mansão há muitos anos depois de ter sido abandonada às vésperas do seu casamento. Porém, o que seria apenas uma prestação de serviços se torna para Pip um ambiente onde ele se apaixona por uma garota, Estela, que o despreza como ninguém. 

A vida continua muito difícil e miserável até que uma grande quantia de dinheiro chega às suas mãos por um benfeitor desconhecido e que deve permanecer assim como condição para Pip usufruir de sua herança. Diante da possibilidade do pobre garoto mudar de vida, este fato torna-se apenas um detalhe em sua nova caminhada. Sem demoras, Pip arruma suas coisas e deixa para trás sua irmã cruel e seu velho amigo Joe para viver em uma cidade grande e cheia de novidades. 

O livro é dividido em três grandes volumes que contam I) a infância e adolescência de Pip, sua relação com a Sra. Havisham e o início da sua paixão por Estela; II) sua ascensão como cavalheiro (jovem rico) e III) a descoberta do seu benfeitor e o remorso por suas decisões. 

Pip se torna não uma pessoa totalmente envergonhada de suas origens, mas de certa forma deixa de ter consideração por aqueles que outrora eram seus únicos e fiéis amigos, como Joe e Biddy (uma jovem que passa a morar com eles quando a Sra. Gargery sofre um acidente). E sua fortuna se esvai em jogos e diversões, até ele se ver atolado em dívidas, mas nunca para ajudar a sua família a melhorar um pouco de vida. 

Apesar de beeem longo, Grandes Esperanças é uma narrativa que em nenhum momento deixa o leitor com preguiça de seguir adiante. Tudo bem que algumas partes poderiam ser mais enxutas, mas se deixarmos de lado o costume de ler livros enxutos veremos que cada página e cada linha enriquece a obra em vez de saturá-la. E cuidado, não subestime alguns capítulos porque eles serão cruciais no decorrer da história! 

Tudo é narrado pelo próprio Pip e o humor disfarçado, a descrição dos sentimentos e lugares, são características imprescindíveis para qualificar o livro com uma excelente história. A lição que se tira das atitudes do jovem cavalheiro hoje, nos anos 10 do século XXI, já foi vista incansavelmente em filmes, livros e novelas, então não é extraordinária nesse ponto, mas não deixa de ser sensível e grandiosa.

Há surpresas em alguns capítulos e prepare-se para terminar esta leitura com igualmente Grandes Esperanças!


Sobre o autor
Charles Dickens foi um importante escritor inglês do século XIX. É considerado um dos principais romancistas da era vitoriana na Inglaterra e um dos principais escritores do Realismo Inglês. Além dos populares romances, escreveu contos, peças e artigos jornalísticos. Em suas obras, expôs os principais problemas sociais da Inglaterra vitoriana como, por exemplo, a violência, a pobreza, o desemprego, as péssimas condições de trabalho nas fábricas e a prostituição. Morreu aos 58 anos de idade na cidade de Kent (Inglaterra) em 9 de junho de 1870.


Título: Grandes Esperanças
Autor: Charles Dickens
Editora: Peguin Companhia
Ano: 2012
Páginas: 704
Avaliação do Skoob: 4.4
Avaliação do Blog: 5.0

Você pode gostar também

0 comentários

Onde Comprar

Facebook