A pílula do amor - Drica Pinotti

20:42


Amanda é uma advogada de quase trinta anos, bonita, divertida, inteligente e bem-sucedida. Mora sozinha em um apartamento bem localizado em Manhattan, trabalha em uma ONG importante e não tem do que se queixar. Ou melhor, tem e muito. Amanda poderia ser a mulher perfeita se não fosse por um detalhe: ela é hipocondríaca. Não tem um só dia que ela não pense que está com uma doença grave e em estado terminal. Todos os dias são como se fosse o último para ela.

A rotina de Amanda é dividida entre o expediente de trabalho, as consultas médicas, compras de remédios e a constante sensação – ou melhor, certeza – de que algo no seu corpo não vai bem. Ela tem uma agenda própria para catalogar os endereços e telefones de todos as farmácias, hospitais, clínicas, consultórios e médicos das mais diversas especialidades. Todos os dias faz um check up no banheiro e verifica cada centímetro de si mesma em busca de algum indício de doença. Qualquer dor de cabeça é sinal de aneurisma e qualquer tosse é um câncer de garganta. Os livros no estante são todos de medicina e o histórico do seu computador acusa os sites preferidos sobre a área médica. 

Os ataques de pânico de Amanda afetam não só sua vida como a de sua mãe, sua irmã e seus amigos mais íntimos. Arrumar um namorado é algo quase impossível pois sua neura não deixa ela se relacionar sem analisar meticulosamente as condições higiênicas do seu parceiro. 

Cada capítulo conta basicamente uma aventura de Amanda, tudo envolvendo remédios e doenças. Narrado em primeira pessoa, é um livro muito divertido e as histórias são de fato engraçadas. As tiradas são boas, a linguagem é leve e não há economia de expressões que em outros livros do gênero talvez não fossem vistas. A única coisa que eu não entendi direito foi o título A Pílula do Amor, já que o amor de fato só acontece do meio para o final. E as histórias que Amanda conta não são só sobre seus relacionamentos. Elas se passam no trabalho, na família, nos consultórios, e até em festas e baladas. Até encontrar o seu namorado dos sonhos (deixarei o nome em off em respeito aos que não gostam de spoiler), Amanda vai viver várias situações inusitadas que não correspondem diretamente ao título. De qualquer forma, esse é apenas um detalhe pessoalmente observado. Em suma, é um livro muito divertido que trata de um problema não muito comentado por aí – ou não é levado a sério – mas que existe e precisa ser acompanhado por um especialista da área psíquica. 

Porém, já deixo a dica: ao terminar de ler, cuidado para não achar que está doente também, porque Amanda vai te enlouquecer. 

Sobre o autor
Drica Pinotti nasceu em São Paulo. É formada em Moda pela Universidade Anhembi Morumbi. Começou a carreira de escritora em 2001 e tem onze livros publicados, entre eles a famosa série “De menina a mulher”.


Título: A pílula do amor
Autor: Drica Pinotti
Editora: Prumo
Ano: 2010
Páginas: 280
Avaliação do Skoob: 3.7
Avaliação do Blog: 3.0

Você pode gostar também

0 comentários

Onde Comprar

Facebook